Transição – Mudança de Mentalidade

Nos tempos passados Deus era o centro de todas as coisas. Depois veio a igreja que passou a ser o centro de quase todas as decisões, tanto no governo como em formação de grupos familiares. Com a filosofia, o homem passa ser o centro no lugar da emoção. A ciência passa a questionar a fé, e assim passou a existir o questionamento: o que é razão, fé e emoção?

A transição para a mentalidade científica moderna não foi um processo sem resistências. Mentalidades ligadas ao passado lutaram duramente contra as transformações que se desenvolviam, punindo muitos pensadores da época medieval. Os pioneiros da ciência moderna sofreram perseguição da inquisição, tribunal instituindo pela igreja Católica afim de descobrir e julgar os responsáveis pela propagação de heresias, isto é, concepção contrária aos dogmas dos católicos. As mudança de atitude e seus resultados foram entendidos como uma ameaça aos dogmas da igreja, e poderiam afastar as pessoas da fé cristã.

Hoje temos muitas mentes avançadas, não para a evolução do conhecimento do homem, mas para a evolução da imoralidade. Essas mentalidades querem fazer transições para uma mudança comportamental de desrespeito e inversão de valores.

Filipenses 2:15. Para que vos torneis puros e irrepreensíveis, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração corrompida e depravada, na qual vocês resplandeceis como luzeiro no mundo.

Nosso comportamento deve ser semelhante ao de Cristo, enquanto ele viveu na terra. Cheio do Espírito Santo. Ele em nós, ilumina todos os homens.

Isto tem afetado a vida de muitas pessoas na sociedade e na igreja.

Para nós crentes, Deus é o centro de todas as coisas. Não podemos misturar as conquistas de avanços da evolução humana para naufragar na fé em Deus. A renovação da mentalidade é a transição da mente que Deus procura para colocar a Sua Sabedoria.

Quando Deus tirou o povo da escravidão do Egito, era para acontecer a transição da mentalidade de serem livres do julgo da servidão. Mesmo no deserto alguns deles tinha a mentalidade de escravos. Outros ultrapassaram a mentalidade da liberdade para a imoralidade.

1 Coríntios 10:8. E não pratiquemos imoralidade, como alguns deles o fizeram, e caíram, num só dia, vinte e três mil.

A igreja do Senhor sempre estará presente em todas as épocas do tempo.

Ela vive na terra, Ele é a opção de Deus para o homem em toda geração existente. Lembre-se que a Palavra de Deus não muda, mas a igreja muda!

Essa precisa ser sua mentalidade, se modernizar para uma compreensão maior das coisas de Deus nesta temporada.

A Transição para uma reforma espiritual deve ser consciente e motivada por conhecer o que é perfeito. Certos conhecimentos de passagens bíblicas precisam de uma transição de mentalidades para encontrar um resultado perfeito em Deus.

Mudança de mentalidade renovada cria espaço para o Espírito Santo.

Devemos mudar o ponto de vista com motivação pela Palavra de Deus. A reforma é uma oportunidade para renovar nossa mente com mudanças positivas para lhe dar e resolver problemas difíceis em nossas vidas e de quem está ao redor.

Muitos homens de Deus tiveram que fazer transição de mentalidade.

Deus sempre irá trazer coisas novas na mente de seus ministros. A atuação do Espírito Santo revela as descobertas da Graça como um favor de Deus aos homens. Nossos sentidos precisam ser alterados pela Luz da Palavra do Senhor.

Os sentidos do Apóstolo Pedro foram alterados para uma reforma divina, ele viu um lençol cheio de todo tipo de criaturas que os judeus não podiam comer. O Apóstolo Pedro, teve que fazer uma transição do havia no lençol para a Igreja do Senhor, receber todos os tipos de pessoas sem distinção.

No Concílio de Jerusalém Pedro falou:

Atos dos Apóstolos 11:5-9. Eu estava na cidade de Jope orando; caindo em êxtase, tive uma visão. Vi algo parecido com um grande lençol sendo baixado do céu, preso pelas quatro pontas, e que vinha até o lugar onde eu estava. Olhei para dentro dele e notei que havia ali quadrúpedes da terra, animais selvagens, répteis e aves do céu. Então ouvi uma voz que me dizia: ‘Levante-se, Pedro; mate e coma’.

“Eu respondi: De modo nenhum, Senhor! Nunca entrou em minha boca algo impuro ou imundo.

“A voz falou do céu segunda vez: ‘Não chame impuro ao que Deus purificou’. Isso aconteceu três vezes, e então tudo foi recolhido ao céu.

Deus não está preso a métodos e sinais externos de religiosidade. Devemos raciocinar juntos ao redor da Palavra do Senhor. Acreditamos no sobrenatural. Nosso Deus é um Deus sobrenatural. O sobrenatural é ativado quando aplicamos a Palavra em nossas vidas ”

O Apóstolo Pedro teve que reconhecer que o simbolismo da circuncisão não tinha mais validade. Agora Deus fez a maior de todas as transições, da circuncisão para a Graça de uma Nova Aliança, em Cristo Jesus.

Efésios 1:7-9. Nele temos a redenção por meio de seu sangue, o perdão dos pecados, de acordo com as riquezas da graça de Deus, a qual ele derramou sobre nós com toda a sabedoria e entendimento. E nos revelou o mistério da sua vontade, de acordo com o seu bom propósito que ele estabeleceu em Cristo.

A veneração pela circuncisão acabou. Jesus é a transição para a Graça, do império das trevas para o Reino do Amor de Deus.

Este não é mais tempo de mentes danificadas, místicas, religiosas e preconceituosas.

Nesse tempo Jesus está visitando a casa dos Publicanos, Samaritanose Cananeus.  Zaqueu está vendo Jesus acima da multidão, a estatura de Zaqueu agora é a mesma de Cristo. A mulher Cananéia come na mesa com Cristo, não mais a migalhas que caem da mesa.

Transição da mente mística para o raciocínio da Palavra de Deus.

2 Coríntios 10:5) Destruímos argumentos e toda pretensão que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levamos cativo todo pensamento, para torná-lo obediente a Cristo.

Nossa pregação não pode consistir em linguagem de sabedoria humana… Em oratórias racionais de pressão psicológicas, emocionais e de convicções de argumentos humanos. Nossa fé deve ter apoio no Poder de Deus.

A renovação da mente irá preparar a igreja para alinhar-se com a perfeita vontade de Deus.

Romanos 12: 2 E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.

Apóstolo Paulo teve que fazer a transição da mentalidade de Lei para a Graça, teve que enxergar em si mesmo o mal que havia dentro dele pelo espírito santo.

O pecado é uma mentalidade danificada, que precisa ser reformada por uma mentalidade de Nova Criatura. Uma mudança total de comportamento e de espírito.

2 Coríntios 5:17. E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas.

Houve um tempo que o crente vivia em conflito entre a Graça e a corrupção, entre a vida nova e o pecado. Esse conflito existe por causa das mentalidades danificadas de muitos crentes, por não crer perfeitamente no que diz a Palavra de Deus.  Essa é uma mentalidade que está vivendo em duas dimensões, uma ora na igreja, outra no mundo.

Romanos 7:14-20. Porque bem sabemos que a lei é espiritual; eu, todavia, sou carnal, vendido à escravidão do pecado. Porque nem mesmo compreendo o meu próprio modo de agir, pois não faço o que prefiro, e sim o que detesto. Ora, se faço o que não quero, consinto com a lei, que é boa. Neste caso, quem faz isto já não sou eu, mas o pecado que habita em mim. Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem nenhum, pois o querer o bem está em mim; não, porém, o efetuá-lo. Porque não faço o bem que prefiro, mas o mal que não quero, esse faço. Mas, se eu faço o que não quero, já não sou eu quem o faz, e sim o pecado que habita em mim.

A natureza corrupta não pode atuar no crente, precisamos ser livre de todo pecado para fazer a perfeita vontade de Deus.

1 João 1:8-10. Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. Se dissermos que não temos cometido pecado, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós.

Essa mentalidade precisa ser transferida para. 1 João 2:1-2. Filhinhos meus, estas coisas vos escrevo para que não pequeis. Se, todavia, alguém pecar, temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo; e ele é a propiciação pelos nossos pecados e não somente pelos nossos próprios, mas ainda pelos do mundo inteiro.

Crentes que atuam na carne, não fiquem esperando coisas boas da carne. Os que andam na mentalidade carnal não podem agradar ao Senhor.

O pecado não pode ser justificado pelo pecado.

O novo homem é chamado homem interior.

O homem de Deus se incomoda com o pecado.

NICODEMOS TEVE QUE FAZER UMA TRANSIÇÃO PARA A SENSATEZ

João 3:3-5. A isto, respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus. Perguntou-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, voltar ao ventre materno e nascer segunda vez? Respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus.

Nicodemos teve que reformar, sua mente para um conhecimento mais profundo. A sua humildade, o levou a conhecer as coisas mais profunda do Espírito de Deus.

A revelação procedente da Palavra, é para vivermos uma nova vida, uma nova natureza, este não é um templo para o velho homem. A mente deve ser constantemente desafiada para configurar o novo homem.

E vos revistais do novo homem, que, segundo Deus, é criado em verdadeira justiça e santidade. Efésios 4:24.

O novo homem precisa se manifestar em nós.

Cristo se manifesta por uma mentalidade de Reforma.

O novo homem se manifesta com a mentalidade de Cristo.

O novo homem nasce de uma transição de mentalidade, da velha natureza para a nova natureza, do conhecimento para a sabedoria, dos velho princípios para novos princípios. Uma nova vida de justiça e santidade produzida por Deus, em Cristo Jesus.

5 comentários em “Transição – Mudança de Mentalidade”

  1. Muito boa sua perspectivas Apóstolo, para haver uma transição de mentalidade precisamos aceitar a doutrina e viver o que de Deus tem para nós, só vamos experimentar da boa, agradável e perfeita vontade de Deus quando vivermos a prática da Palavra de Deus… Transição de mentalidade é a clareza que temos a respeito do reino… Precisamos nos adaptar a viver uma vida cheio do entusiasmo no espírito santo de Deus… Amém!!

    Curtido por 1 pessoa

  2. A nossa mente, precisa ser apenas uma, Cristo, o centro de tudo.
    2 Coríntios 5:17 nos traz uma boa ilustração e advertência sobre essa mudança de mentalidade, de postura e de posicionamento. Quando deixamos as coisas que para trás ficaram, assumimos uma posição em Cristo diferente, passamos a ter domínio, pois, não vivemos mas para as coisas da carne, passamos a ser gerenciados pelo Espírito Santo.
    Esse é e precisa ser o nosso padrão de vida, Cristo.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s